domingo, 30 de abril de 2017

Mel particular



Mel Particular

Com sabor de poesia transcendente
No sentido auricular que te ouço
No gosto da mordida transeunte 
O vampiresco beijo no pescoço...

Na boca que cala inebriada
Na expressão da face mais ridente
Na gélida saleta se quer notada
A felicidade arraigada na língua ardente

Todo mel particular transluzente 
Toda luz perpendicular do radiante
Nos olhos luminosos o querer reluz
No néctar da flor o doce seduz

O mel está na partícula da flor da laranjeira
No meu infinito tempo em véu de esperança
No fel do leite que jorra da fértil figueira 
Nos recônditos d' alma no céu de lembrança

O destino que testa e doa-nos esta herança 
O feitiço incandescente num lume de beijos
A oferta ao m'eu poeta em eterna querença
O perfume impregnante no buquê mil desejos...

Son Dos Poemas 
Sônia M;Gonçalves
Postar um comentário